• Bahia, Brasil

    Praia do Forte Bahia: O que fazer nesse paraíso ainda desconhecido

    O que fazer na praia do forte bahia

    Depois de alguns dias que passamos relaxando na Praia do Forte Bahia, voltamos para contar para vocês o que fazer para tirar o máximo de sua viagem, e aproveitar esse paraíso enquanto ainda é desconhecido pela massa de turistas (e porque você deve viajar pra lá o quanto antes!). Originalmente, a Praia do Forte é somente uma das várias praias do município de Mata de São João – BA, mas é a mais conhecida e símbolo da região. A cidade fica a 60 quilômetros do aeroporto da capital Salvador e a estrada é muito boa. Você pode alugar um carro, contratar um transfer ou pegar um Uber (essa foi a nossa opção).

    Agora vamos às atrações imperdíveis para fazer na Praia do Forte e arredores. É possível fazer esse roteiro em dois ou três dias, mas vale a pena uns dias a mais para relaxar.

    1 – Para conhecer a história da Praia do Forte Bahia: Castelo Garcia D´Avila

    Salão de Recepção do Castelo D´Avila - Praia do Forte Bahia - Fonte: Arquivo Pessoal
    Salão de Recepção do Castelo D´Avila – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    Construído em 1551, esse castelo ficava em um monte da cidade e servia para proteção (daí vem o nome “Praia do Forte”). É a primeira grande edificação do Brasil e o único castelo estilo medieval. Seu construtor (que deu nome ao Castelo) era tesoureiro do primeiro governador geral do Brasil, Tomé de Sousa que fundou a cidade baiana de Salvador em 1549. Alguns dizem que Garcia era o filho bastardo de Tomé, por isso tinha várias regalias e benefícios.  O famoso QI (Quem Indica) já existia antes do Brasil ser Brasil. Ele chegou a ser o maior latifundiário do mundo, dono de todas as terras do Nordeste Brasileiro.

    Hoje o Castelo possui um museu bem legal com uma maquete e vários vídeos sobre como era na época. Pra vocês terem uma ideia de como a exposição é atual, tem até um vídeo especialmente criado em formato TikTok contando a história do castelo   Também é possível passear pelas ruínas e tirar bonitas fotos. De cima do morro há uma vista incrível da praia do forte no horizonte. Inclusive havia um túnel de dois quilômetros que ligava a construção ao mar mas foi soterrado. Há uma discussão sobre tentar reabrir o túnel!

    Funciona de Quarta a Domingo e Feriados das 10hs as 16h30. Custa 30 reais a entrada inteira.

    2 – Para conhecer o responsável pelo pólo turístico: Parque Klaus Peters

    Lago do Parque Klaus Peters - Praia do Forte Bahia - Fonte: Arquivo Pessoal
    Lago do Parque Klaus Peters – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    Na entrada do parque você já se depara com um lago cheio de plantas tipo vitória régia e flores. Esse é o início de uma trilha de 3,6km que pode ser percorrida caminhando ou de bicicleta para apreciar as 180 espécies de aves e a mata de restinga (lembra de ter estudar ela nas aulas de geografia?). Passamos cerca de uma hora no parque, mas nos pareceu que ele está um pouco deixado de lado. Uma placa em frente a uma estrutura de ferro indicava o que em algum tempo deveria ser um museu sensorial. Ainda vale a visita para conhecer um ambiente diferente!

    O parque foi criado em homenagem ao Klaus Peters, descendente de alemães que comprou 30 mil hectares na área da Praia do Forte na Bahia em 1970 e começou a transformação para um pólo turístico. Seu lema era “criar sem destruir”.

    A entrada do Parque é gratuita diariamente das 06h às 18h. A empresa Ecobike faz passeios e aluguel de bicicletas

    3 – Para aprender sobre os animais: Projeto TAMAR da Praia do Forte Bahia

    Tartaruga Albina do Projeto TAMAR - Praia do Forte Bahia - Fonte: Arquivo Pessoal
    Tartaruga Albina do Projeto TAMAR – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    O Projeto TAMAR da praia do Forte é um dos mais antigos e mais visitados. São tartarugas verde, cabeçudas e de pente, além de tubarões e arraias no tanque de interação. Tem pequenos filhotes de menos de 5cm até grandes exemplares de mais de um metro. Há até uma espécie de tartaruga albina que eu nunca havia visto antes. Pra completar o passeio ainda é possível ver tartarugas no mar em frente ao prédio. Pode separar pelo menos umas duas horas para se divertir aqui que o espaço é bem grande e as tartarugas são bem divertidas. Fora da época de pandemia tem a alimentação dos animais com horário definido (por enquanto ainda acontece, mas sem avisar com antecedência para que não gere aglomeração). 

    Tem tanta informação que fiz aqui um post a parte com detalhes, preço da entrada e horários. Se você também é fã de tartarugas vale a pena conferir essa atração especial na praia do forte Bahia.

    4 – Para aprender ainda mais sobre os animais: Espaço Jubarte

    Jardim do Projeto Jubarte - Praia do Forte Bahia - Fonte: Arquivo Pessoal
    Jardim do Projeto Jubarte – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    Se você estiver entre julho e novembro na Praia do Forte não tenha dúvidas, libere toda sua agenda e reserve o passeio para ver as baleias jubarte se alimentando na costa brasileira! A praia baiana é um dos principais locais para observação já que elas voltam aqui para se alimentar e ter seus filhotes. É um espetáculo único na vida que todo mundo deveria ver. Se você fez como a gente e infelizmente está visitando a praia fora da temporada não fique triste, ainda dá pra visitar a sede do Espaço Jubarte na praia do forte patrocinado pela Petrobras.

    Além das incríveis esculturas de baleias em tamanho real no jardim e de um esqueleto de verdade de uma jubarte, há ainda uma galeria explicando as diferenças entre cada uma das espécies e o dia a dia delas! Inclusive descobrimos que os cientistas identificam as baleias pelo desenho das caudas, então há um arquivo mundial de fotos de caudas de baleia de diversos anos pra ser possível mapear sua trajetória. Ainda vou fazer um post contando como um tipo de cachorro deu origem as baleias e golfinhos.

    Funciona de Quarta  a domingo, das 09h00 às 17h00. A entrada inteira custa 10 reais.

    5 – Para curtir o sol: Praia do Porto e Praia Papa Gente

    Praia do Porto - Praia do Forte Bahia - Fonte: Arquivo Pessoal
    Praia do Porto – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    A praia do porto é a principal praia da cidade, já que fica bem ali onde é a igrejinha e o projeto TAMAR. Por ter várias embarcações ancoradas não é a mais aconselhável para banho, mas suas areias estão sempre repletas de turistas e de barracas servindo comidas típicas o dia inteiro.

    Já a praia Papa Gente fica um pouco mais afastada da cidade. Tem piscinas naturais que chegam a sete metros de profundidade e seu nome tem duas explicações: uma de que a água é tão bela que chama a todos pra um banho de mar, e outra, um pouco mais triste, que há uma corrente que já causou algumas fatalidades entre turistas. Aproveite o banho, mas com cuidado!

    6 – Para dar um mergulho: Snorkel na Praia do Lord

    Piscinas naturais da Praia do Lord - Fonte: Arquivo Pessoal
    Piscinas naturais da Praia do Lord – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    Cerca de 10 minutos de caminhada do Projeto Tamar, a Praia do Lord é famosa por suas piscinas naturais repletas de pequenos peixes. Há barracas vendendo comidas e bebidas e também alugando equipamento de snorkel caso você não tenha trazido o seu. A praia é repleta de pedras e corais, então é importante um sapato especial pra água que também pode ser alugado no local.

    7 – Para comer no final do dia: Passeio pela vila dos pescadores

    Alameda do Sol - Praia do Forte Bahia - Fonte: Divulgação
    Alameda do Sol – Praia do Forte Bahia – Fonte: Divulgação

    O centrinho da cidade é um grande calçadão chamado Alameda do Sol com 700 metros onde é possível comer de tudo a um preço justo, e ainda tomar aquela cervejinha ou um sorvete de frutas locais. Sugiro experimentar a moqueca de camarão em praticamente todos os restaurante por uma média de 80 reais (e serve duas pessoas muito bem). Não deixe de comer também um cuscuz com leite e um acarajé das baianas da rua, principalmente se a sua viagem não incluir uma parada em Salvador. Também vai encontrar aqui as lojinhas e agências de turismo. O melhor local para um passeio pós praia!

    8 – Para tirar a foto especial no cartão postal da Praia do Forte Bahia: Igrejinha da cidade

    Capela de São Francisco de Assis - Fonte: Arquivo Pessoal
    Capela de São Francisco de Assis – Praia do Forte Bahia – Fonte: Arquivo Pessoal

    A capela de São Francisco de Assis foi construída em 1900 pelos pescadores da vila e fica no começo da Alameda do Sol, bem de frente a praia do porto onde estão os barcos de pesca ancorados. Vale a pena chegar bem cedo pra uma foto linda nesse cenário enquanto estiver vazio e aproveite para visitar seu interior onde encontrará os santos São Francisco de Assis, São Benedito e Nossa Senhora da Conceição. Hoje a igreja está totalmente renovada e recebe casamentos de locais e turistas.

    9 – Para descansar e curtir a vista: Piscina do Tivoli da Praia do Forte Bahia de borda infinita

    Piscina da Borda Infinita do Hotel Tivoli Praia do Forte Bahia - Fonte: Booking.com
    Piscina da Borda Infinita do Hotel Tivoli Praia do Forte Bahia – Fonte: Booking.com

    Mas se você é daqueles que gosta de relaxar em um hotel de luxo também temos a solução. Há uma filial do Tivoli na Praia do Forte em uma das praias mais belas. Quem sabe de sua piscina de borda infinita você não consegue ver as tartarugas e baleias enquanto aprecia um drink no sistema all inclusive? Todo esse prazer tem seu preço, e o mais barato que encontramos foi uma diária pro casal em torno de 1800 reais !

    Nesse hotel ainda tem uma parte da história brasileira: as ruínas de uma das únicas estações de caça de baleias do país que separava sua carne para consumo do óleo para construções e iluminação. O local possui ossos de baleia resultantes dessas tristes atividades que felizmente fazem parte da história.

    Blogagem Coletiva

    Este post faz parte da blogagem coletiva do grupo Crescendo Juntos, cujo tema é “10 pontos turísticos de…”. Veja os posts dos outros participantes, tem muita coisa boa e muitas dicas de atrações pelo mundo!

    Pontos Turísticos Barcelona – 10 Lugares pra visitar – Roberto Caravieri do blog De Lugar Nenhum

    10 atrativos com muita história e natureza para visitar em Florianópolis – Claudia Tiscoski do blog Família na Trilha

    10 pontos turísticos de Fortaleza – Sabrina Albuquerque do blog Viaje sem Pacote

    O que fazer em Amsterdam – Guto Marcondes do blog Review de Viagem

    10 pontos turísticos em João Pessoa, a capital paraibana. – Vanessa Pinheiro do blog Conto em Detalhes

    O que fazer em Turim – Renata Jacomolski do blog Nacionalidade Mundo

    Compartilha com seus amigos!

    Gostou desse post? Pina no Pinterest e compartilha com os seus amigos!

    9 atrações na praia do forte bahia
  • Sem classificação

    Gastos em Santorini em 2020

    Uma das primeiras coisas que pesquisamos quando começamos a pensar em um lugar para viajar são os gastos que teremos (claro que depois do que tem pra visitar no lugar eheheh), até para nos prepararmos e programarmos.

    Portanto vai um retrato da média de gastos que tivemos em Setembro de 2020 em Santorini. Aqui os preços variam muito de acordo com a alta temporada (julho/agosto), começo/fim de temporada (fim de maio, junho e setembro) e baixa temporada (os outros meses). Lembrando que estivemos em um período difícil para o turismo, período de pandemia, portanto teve baixa de preços. Os preços na alta temporada costumam ser 50% mais caros que isso, podem acreditar!

    • Aluguel de carro: 30€ diária para 1 único dia, caso alugue mais dias o valor da diária cai. Esse foi o modelo mais barato, manual: o quadriciclo é acima de 40€. Caso queira um carro automático esse valor sobre pra 40€ também.
    • Gasolina: 7€ para rodar um dia pela ilha, um dia completo de ponta a ponta. Se você for ficar mais de 1 dia com o carro provavelmente vai gastar menos que 7€ por dia. A dica aqui é pegar uma locadora perto do seu hotel ou alguma que leve o carro até você.
    • Estacionamento: FREE – a pousada tinha estacionamento e sempre tem perto das atrações também. A maioria das acomodações tem estacionamento, caso a sua não tenha você pode negociar com a locadora pra deixar no estacionamento dela ou pegar o carro no começo do dia e devolver no mesmo dia à noite.
    • Ônibus: 1,6€ a maioria dos trajetos. Há distâncias que tem que pegar 2 ônibus e ai você paga os 2 dois (ficando 3,6€)
    • Refeições: 1 pita gyrus que é o sanduíche de churrasco grego custa 5€, em Thira encontra até por menos, um prato básico uns 10€, mais elaborado 15€ e o céu 🤣. Se seu budget estiver apertado o melhor valor para as refeições é na região de Thira.
    • Água de 1l: 1,6€ (média), aqui não tem água de torneira como em outros lugares da Europa, levamos nosso filtro da Sawyer e só nessa viagem ele já se pagou.
    • Vinho: 4/5 € taça do básico, os vinhos, mesmo pedindo em taças, são muito bons.
    • Bondinho: 6€ o trajeto, provavelmente você vai querer a ida e a volta!
    • Sítio Arqueológico: 12€
    • Noite em pousada simples em Oia: 45 € (aqui o céu é o limite) – casal
    • Noite em hostel: 25€ casal
    • Noite em hotel básico: 60€ casal
    • Sorvete: 3€ o de 1 bola
    • Passeio do Sunset de barco: a partir de 75€ (incluindo comida)
    • Taxi boat para Red Beach/White Beach: 10€ o dia todo

  • Sem classificação

    QUAL A MELHOR ÉPOCA PRA IR PARA AS ILHAS GREGAS (CÍCLADES)?

    Pensando em viajar para as ilhas Gregas Cíclades, como Santorini, Mykonos, Paros, Milos entre outras? Pois não deixe de se preparar principalmente em relação à qual época ir, caso contrário você pode perder viagem e não aproveitar suas férias!

    As ilhas mais conhecidas da Grécia estão divididas em 2 áreas, as ilhas Cíclades (as famosas Santorini, Mykonos e afins) e as Jônicas (que tem a famosa Navagio Beach). Aqui vamos falar do primeiro grupo de ilhas.

    Saiba que as ilhas gregas “funcionam” para os turistas de maio a outubro. Sendo maio o início de temporada, as coisas estão começando a funcionar e outubro o fim e muitas coisas já estão fechando. É o período mais barato sem dúvida, as temperaturas não são tão altas e você pode encontrar algumas coisas fechadas, mas não terá problemas em encontrar o básico, os locais estarão mais vazios e talvez seja isso mesmo que você queira curtir. Há quem more nas ilhas só entre esses meses, de novembro a abril a ilha sofre com tempestades de ventos e as temperaturas caem.

    Os meses de junho e setembro são meses de média temporada, a estrutura é quase completa, você encontra todo tipo de serviço ou tour, mas você tem as ilhas com menos pessoas, mais baratas e menos badaladas. Fica tudo no meio termo, não muito vazia, não muito cara. As temperaturas estão mais amenas, mas o frio não passa nem perto. Na nossa opinião os melhores meses pra visitar, ou seja, a melhor época para você conhecer as ilhas.

    Já os meses de julho e agosto bomba! É alta temporada, as ilhas estão cheias, para quem quer ver e ser visto! Os bares e baladas estão fervendo, o sol está no seu ápice! É pleno verão! Mas paga-se um preço por tudo isso e um bom preço. É o período mais caro nas ilhas e os preços chegam a subir 50%, é o momento do pé de meia dos trabalhadores. Acomodações e ferries devem ser reservados com antecedência, o ideal é até o carro que provavelmente você alugará você também reserve antes. Há quem ache que essa seja a melhor época para conhecer as ilhas.

    Bom, como vocês devem ter percebido, tudo depende do que você busca e do seu estilo de viagem. De qualquer forma os meses de novembro a abril devem ser evitados, algumas ilhas menores você não encontra nem acomodações nesse período e os ferries, que são os barcos entre as ilhas diminuem sua frequência e caso a previsão do tempo indique fortes ondas ou ventos os barcos não saem.

  • Sem classificação

    O que fazer em San Andrés

    Nossa viagem pra San Andrés durou 4 dias, porém pudemos aproveitar mesmo 3 dias inteiros e vamos contar um pouquinho como foi essa experiência pra vocês.

    Nós nos hospedamos no Hotel Magic Hill, que já avisamos que não recomendamos, nós já sabíamos que o hotel era distante do centro da cidade e isso para San Andres não é muito bom, pois é do centro que saem todos os passeios e é lá que fica a praia mais badalada da cidade, a praia de Peatonal. Como o pacote que pegamos estava em promoção e o vôo + hospedagem com todas as refeições incluídas no carnaval ficou R$1.500 resolvemos encarar, mas saiba que se você pegar um hotel fora do centro você terá que pegar um taxi que custa 15.000 pesos (+ ou – R$17) ou um ônibus que custa 2.400 pesos (+ ou – R$3) até o centro. Além da localização o hotel não tinha chuveiro quente, os staffs eram extremamente mal educados, a comida não era boa, não tinha wi-fi, enfim… não recomendamos que vocês fiquem ali!

    Nós dividimos nossos dias disponíveis da seguinte forma: primeiro nós escolhemos o melhor dia para o mergulho, que como já explicamos nesse post aqui, não é indicado que seja feito no primeiro dia e não pode ser feito no último dia. Então deixamos o mergulho para o nosso segundo dia na ilha. Lemos que um dos principais passeios em San Andres era alugar um carrinho de golfe ou uma mule dar a volta à ilha, então deixamos para o primeiro dia para nos ambientarmos e já conhecermos um pouco do que o lugar tinha para nos oferecer. Para aproveitar melhor o segundo dia, depois do mergulho colocamos na programação a praia Peatonal e o vôo de parasail. E no terceiro dia deixamos para conhecer Jhonny Cay, o aquário, as matarrayas e os mangalares. Esse passeio foi o que menos gostamos, os lugares são lindos, mas a exploração ao turista deixa tudo um pouco chato. Mas muita atenção, não deixe para fazer esse tour na terça feira, pois é o dia que eles deixam as matarrayas descansar, esse passeio não é exploratório e os bichinhos estão soltos e aprecem se quiserem, por isso não precisa se preocupar.

    A ilha tem muito mais coisa a oferecer e se você for ficar mais tempo não deixe de conferir o roteiro com mais dias!

    Dica se este for seu destino de Lua de Mel: certifique-se de que o hotel tenha água quente. Não é comum ter na ilha hotéis com água quente, mas tem! E tudo que vocês querem nesse momento é não ter um banho quentinho para relaxar depois de um dia de praia!

  • Sem classificação

    10 Destinos Incríveis para Pedir sua Noiva em Casamento


    Um pedido de casamento já é super especial por si só, mas quando ele é feito em um lugar único durante uma viagem romântica, tudo fica ainda mais incrível, não é mesmo?!

    Por isso, fizemos uma seleção 10 de lugares que podem  tornar o momento do pedido inesquecível para o casal.

    #1 Via Dell’Amore, Itália

    A Itália é um país cheio de cantinhos românticos ideais para viagens a dois e um  lugar ainda pouco conhecido pelos brasileiros que viajam à Itália é Via Dell’Amore, que fica em Cinqueterre, na região da Ligúria.

    Os locais contam que essa via, que liga as cidades de Riomaggiore e Manarola, era o ponto de encontro dos apaixonados dos dois lados, e hoje, a Via Dell’Amore é um lugar especial para declarações de amor e peregrinações de casais do mundo todo.

    Quer lugar mais romântico do que esse para fazer o pedido de casamento?

    #2 Cristo Redentor, Rio de Janeiro

    Já imaginou fazer o pedido de casamento aos pés do Cristo Redentor?

    Essa é uma ideia que além de econômica tem um clima todo especial pelo visual do Rio de Janeiro do alto do Corcovado.

    Você também tem a opção de fazer o pedido na Capelinha do Cristo, que pode deixar o pedido mais aconchegante para os dois.

    #3 Torre Eiffel, Paris

    Esse é o ponto turístico mais visitado do planeta, e ele aparece no topo de várias listas de lugares para pedidos de casamento.

    O pedido pode ser feito na própria torre, em algum dos restaurantes, aos pés da torre ou mesmo em suas redondezas.

    Na Ponte de Bir-Hakeim por exemplo, você pode ter uma vista privilegiada da torre sem muitos turistas e pode até fazer um passeio romântico de barco pelo Sena.

    #4 Gramado, Rio Grande do Sul

    Gramado apresenta várias opções de lugares românticos e passeios para se fazer a dois.

    No inverno, a cidade fica toda iluminada e o clima fica maravilhoso para esse pedido tão especial.

    À beira de um lago ou de uma lareira, Gramado é um ótimo lugar para iniciar essa fase tão especial da vida.

    #5 Santorini, Grécia

    A Grécia não poderia ficar de fora dessa lista, já que é considerada como um dos destinos mais românticos do mundo.

    Santotini é o principal destino no país e é muito famoso pelo pôr-do-sol deslumbrante e sua charmosa arquitetura.

    O lugar é sem dúvida um paraíso incrível para quem quer fazer o pedido em  grande estilo!

    #6 Fernando de Noronha, Pernambuco

    Se vocês são daqueles casais que amam contato com a natureza, Noronha é o destino perfeito para um pedido de casamento inesquecível

    A praia da Baía do Sancho, já eleita a praia mais bonita do mundo, é um lugar incrível que fica dentro de uma área de proteção ambiental e é uma ótima opção para este momento tão especial.

    #7 Canais de Veneza, Itália

    Passear pelos canais de Veneza é um passeio obrigatório para quem visita a região.

    Já imaginou que romântico pedir a sua noiva em casamento durante um desses passeios?

    Uma dica interessante é buscar os canais menores, que são mais charmosos e há menos turistas.

    #8 Teatro Amazonas, Amazonas

    Palco de espetáculos artísticos e eventos culturais desde 1986, o Teatro Amazonas é uma dos monumentos arquitetônicos mais lindos do Brasil.

    Curtindo o visual do Teatro no fim de tarde, ou mesmo durante algum espetáculo, o pedido pode ser feito de forma muito especial e inesquecível para o casal.

    #9 Gruta do Lago Azul, Bonito, Mato Grosso do Sul

    Eleito como um dos destinos mais bonitos do mundo, a Gruta do Lago Azul é perfeita para os mais aventureiros.

    As belas águas turquesas estão nas profundezas da gruta e para chegar você e sua noiva terão que descer quase 300 degraus, mas vale super a pena!

    #10 Cancún, México

    Muito conhecido por ser um  local excelente para passar a lua de mel, Cancún já fez parte de muitas histórias de amor.

    Um pedido de casamento pode ser feito numa bela praia à beira-mar, ou mesmo durante um mergulho em um recife de coral.

    Gostou das nossas indicações de lugares para o tão sonhado pedido de casamento? Conta pra gente o seu preferido aqui nos comentários. Vamos adorar fazer parte de um momento tão lindo como esse!