Nova York

O que fazer em Nova York de graça

Com o dólar custando quase 6 reais na hora que eu estou escrevendo esse post (e subindo), é uma brisa na alma ler sobre o que fazer em Nova York de graça, pra que a gente possa economizar nosso rico dinheirinho.

Essa lista vai te fazer não apenas conhecer algumas das principais atrações e pontos turísticos, mas caminhar por lugares que os locais passam e vivem, experimentando um pouco mais de sua cultura.

Sempre que visitamos Nova York damos uma passada nessa lista de lugares que sempre tem algo novo para se ver ou se fazer de graça. A última vez foi agora em Julho de 2021, então ela está atualizadíssima!

1 – Passear pela Times Square

Aqui é onde tudo acontece, um dos lugares mais importantes do mundo. Um passeio pra ser feito duas vezes (de dia e de noite), mas provavelmente você vai repeti-lo pela diversão, principalmente se ficar hospedado próximo daqui. Não deixe de comer um donuts na Krispy Kreme (eles tem uma edição especial de Nova York em formato de maçã, mas não é de graça, nem barato), tirar uma foto na escadaria vermelha da TKTs, ver todas as luzes e telões e a grande bandeira dos EUA (que é um telão de recrutamento do exército americano).

A Times Square ainda é famosa por suas lojas de chocolate que você deve visitar:

  • M&Ms World – Com uma parede de chocolates de 15 metros de largura e dois andares. Essa parede tem tubos com M&Ms de diferentes cores e você pode montar o seu saquinho com suas cores preferidas (e paga por peso)! Geralmente tem até tubos temáticos como as cores da bandeira do Brasil. A loja de Nova York ainda tem estátuas temáticas (como a da liberdade e do John Travolta) e um vidro com uma ótima vista da Times Square de graça. Também é possível personalizar um M&Ms com imagem ou texto!
  • Hershey´s Chocolate World– Essa loja também tem uma parede com tubos de chocolates pra você montar seu saquinho. As diferenças são que a Hershey´s tem diversos bombons de sabores diferentes, incluindo os famosos Hershey´s Kisses! Outra diferença é que você paga um valor fixo pelo tamanho do saquinho, independente de quantos bombons você consegue colocar ali dentro (recebemos uma dica da funcionária que não precisava fechar o saquinho, então se conseguisse empilhar os bombons sem cair estava valendo!). Também vende todos os produtos com a marca como camisetas, toalhas, bonés e meias e geralmente oferece brindes quando gasta um certo valor!

Apesar das lojas de chocolates, aqui na Times Square não é o melhor lugar para comer, já que tudo é um pouco overpriced (um cachorro quente estilo Manhattan, com apenas pão, salsicha, ketchup e mostarda está custando 5 dólares), mas se você estiver com fome vale a pena visitar o Oliver Garden que tem pratos no almoço por 16 dólares (mas vá no almoço, porque no jantar os mesmos pratos saem por mais de 25 e há filas de uma hora).

Passear pela Times Square

2 – Passear pela Quinta Avenida de Nova York

A Quinta Avenida de Nova York tem na verdade mais de 10 km de extensão, inclusive acompanhando o lado maior do Central Park (em um dos pontos você encontra o Museu Guggenheim). A parte mais interessante fica entre as ruas 59th e 34th. Nesses quarteirões você vai encontrar lojas que são atrações por si só.

Escrevemos um post detalhado com as atrações em cada uma dessas lojas. Vale a pena visitar o post Lojas de Nova York – A Quinta Avenida. Todas as grandes marcas possuem uma flagship aqui, incluindo:

  • Apple Store
  • Nike – House of Innovation 000
  • SAKs Fifth Avenue
  • F.A.O Schwarz
  • Lego Flagship Store
  • Tiffany & Co
  • Gucci, Louis Vitton, Prada, Versace, Adidas, Puma, Victoria Secret, Rolex, Armani, Uniqlo, etc..

Além das lojas há também famosas atrações turísticas nessa região de Nova York que cobram a entrada, mas que podem ser vistas por fora de graça como o Empire State Building (prédio que o King Kong sobre quando captura a donzela), Flatiron Building (Edíficio triangular que ganhou esse nome porque lembra um ferro de passar roupas), o Rockfeller Center (onde tem a árvore de natal gigante e a pista de patinação no inverno) e a famosa Catedral de St. Patricks.

Passear pela Quinta Avenida de Nova York

3 – Caminhar pelo Central Park

Que Manhattan era o centro de Nova York você já sabia, mas que é uma ilha e foi comprada em 1626 por US$ 24 dos índios e foi totalmente desenhada e planejada em 1811 é novidade pra muita gente. No centro da ilha deixaram um espaço para o Central Park, provavelmente o parque com melhor localização do mundo.

Até mesmo os lagos, morros e pedras do Central Park são planejados. O parque é tão grande que em uma visita você conhece apenas uma pequena parte. Uma listinha de alguns lugares que você pode visitar, e algumas coisas que você pode fazer:

  • Visitar o Castelo Belvedere
  • Andar de barco a remo no lago
  • Ver o Memorial para John Lennon
  • Andar no Carrossel do Central Park
  • Ver um pedacinho do Egito de 3500 anos
Caminhar pelo Central Park

4 – Conhecer Grand Central Terminal

A primeira vista pode parecer apenas um terminal de trens, mas as surpresas começam logo na entrada do Grand Central Terminal com o grupo de esculturas que simbolizam a sabedoria, velocidade e força, e logo abaixo o grande relógio, que contém o maior vidro Tiffany do mundo. A entrada também tem esculturas de águias com olhares furiosos, o que mantém as pombas longe.

Construída em 1871, por ela passam mais de 100 mil pessoas todos os dias. Seu hall principal já apareceu em algumas dezenas de filmes como X-Men, Avengers e até os Pinguins de Madagascar. O seu teto possui uma pintura das constelações ao contrário, que de acordo com o autor simbolizava a forma com que Deus via as estrelas. O relógio do hall principal custa 10 milhões de dólares e, assim como os outros relógios da estação, está sempre um minuto adiantado para garantir que os passageiros não se atrasem.

O restaurante de ostras do subsolo é um dos mais famosos do mundo desde 1913 e tem 440 lugares. As ostras são trazidas diretamente do rio Hudson.

Logo em frente do Oyster Bar temos a Galeria dos Sussurros! Na verdade é uma passagem em arcos em que, se uma pessoa se coloca em um dos cantos e fala algumas palavras, mesmo que sussurrando, na outra ponta alguém poderá ouvir como se estivesse ao lado! Ótimo para se divertir após alguns drinks e ostras no restaurante.

Conhecer Grand Central Terminal

5 – Atravessar Brooklyn Bridge

A ponte foi construída em 1883 para ligar a ilha de Manhattan com o distrito do Brooklyn. Quando foi inaugurada rumores indicavam que ela poderia cair a qualquer momento, e para acabar com esses boatos o dono de um circo atravessou a ponte com 21 elefantes!

Ela tem 1,8 km, então coloque sapatos confortáveis (e vista roupas coloridas para as fotos)! Comece sua caminhada do lado de Manhattan, que você pode chegar por várias estações de metrô ou vir caminhando do World Trade Center.

Ao chegar do outro lado o passeio está só começando. A região é chamada de DUMBO e é uma das mais cool de NY. Ali fica o TimeOut Market que é como uma praça de alimentação, mas apenas com restaurantes selecionados. O Bridge Park tem vistas incríveis para as duas pontes, Manhattan Bridge e Brooklyn Bridge. Aqui temos outro carrossel para aproveitar com as crianças por apenas 2 dólares.

Atravessar Brooklyn Bridge

6 – Memorial 11 de Setembro e estação Oculus

Apesar do Museu do 11 de setembro de Nova York ser uma atração paga, a visita às fontes que fazem parte do memorial é de graça e o passeio impressionante. São dois grandes buracos no solo com uma espécie de cascata para dentro deles, nos lugares onde antes ficavam as torres. Os nomes de todas as vítimas estão gravados no mármore preto, o que ajuda a deixar a energia do local bem pesada. Vale a visita e a lembrança.

No mesmo local está a estação de metro Oculus, criada pelo mesmo arquiteto que fez o museu do amanhã no Rio de Janeiro (dá pra reparar nas semelhanças?). Oculus em latim significa olho, e a estação representa um olho que inclusive abre uma vez por ano, exatamente no aniversário do 11 de setembro e sua luz bate com mais força as 10h28, hora em que o primeiro avião colidiu com a torre. Dentro da estação há grandes bandeiras gigantes dos EUA e lojas de grandes marcas.

Memorial 11 de Setembro e estação Oculus

7 – Passear pelo High Line

Em 2003 a organização Amigos do Highline abriu um concurso para definir o que seria feito com o espaço que antes era uma ferrovia de 2km elevada em meio a cidade de Nova York que antes transportava cargas entre os diferentes armazéns da cidade ara reduzir o trafego de caminhões. Receberam diversas ideias, até mesmo fazer uma piscina ou uma montanha russa.

O High Line Park foi inaugurado em 2009, portanto é uma das atrações mais novas de NY. Como o parque é elevado ele fica na altura de alguns prédios comerciais e residenciais. Algo bem interessante. Imagine que antes você tinha um trem logo cedo passando na sua janela (e com isso um imóvel super desvalorizado) e agora você tem um parque cheio de árvores e vida. Inclusive um dos principais argumentos da associação foi que a valorização dos imóveis traria mais impostos para a prefeitura, e a longo prazo o parque se pagaria!

Em São Paulo a ideia era que o Minhocão, famoso elevado, fosse transformado no High Line brasileiro, mas o processo é criticado por muita gente que acredita que a criação de um parque valorizaria de tal forma os apartamentos, que a população mais pobre não teria como continuar bancando e seria expulsa pra outras regiões da cidade.

Passear pelo High Line

8 – Montar no Touro de Wall Street

Uma estátua que você pode e é encorajado a subir, passar a mão nos chifres e até nas partes baixas. O Touro de Wall Street é tão famoso quanto a Estátua da Liberdade. Hoje em dia ele simboliza o capitalismo no geral, mas originalmente ele era usado pelos “faria limers” e similares como um símbolo de subida das ações na bolsa de valores (já que o touro faz o movimento com a cabeça e os chifres para arremessar para o alto). Diferente do urso que sinaliza a queda com o seu movimento de patas de cima para baixo.

A história do touro é bem interessante. Um italiano levou 2 anos pra produzir o monumento de 3200kg de bronze após um crash da bolsa em 1987. Ele então o levou em uma caminhonete e colocou embaixo de uma árvore de natal que estava montada na porta do prédio da Bolsa de Valores, como um presente para os nova iorquinos. No mesmo dia a polícia retirou a estátua e levou ao local que está até hoje. Oficialmente o dono da estátua ainda é o italiano, já que ele não quer doar para a cidade, apenas vender para algum interessado que prometa não tira-la do lugar.

Em 2017 colocaram a estátua chamada Fearless Girl em frente ao touro. O objetivo era colocar um contraponto de uma menina, que apesar de pequena, não teria medo daquele monstro (e uma lembrança a luta do feminismo). Após algum tempo a nova estátua mudou para frente da bolsa de valores, mas continua exibindo os mesmos ideais.

Montar no Touro de Wall Street

9 – Ver a Estátua da Liberdade

Nenhuma visita a NY é completa sem ver a Estátua da Liberdade de pertinho. Para isso há duas opções: contratar um tour que sai do Battery Park e te leva até a ilha a partir de 23 dólares. Dessa forma você pode tirar as fotos ao pé da estátua e ver o museu que fica em seu pedestal. Por um valor extra você também pode subir os 162 degraus até a sua cabeça!

A outra opção é de graça e passa bem perto, você pode pegar um ferry no Pier Whitehall em Nova York que leva até Staten Island e passa bem próximo à ilha. O ferry é subsidiado pelo governo para que os 70 mil trabalhadores diariamente possam fazer o trajeto, mas os turistas aproveitam o passeio grátis para um tour aquático.

Se interessar, chegando em Staten Island há ainda um outlet com algumas marcas conhecidas (ele ainda é bem novo, então há várias lojas vazias). É o único outlet do estado de NY, que tem taxas reduzidas, mas falamos disso em outro post. Todos os outros outlets conhecidos na região ficam em New Jersey. No final é só pegar o mesmo ferry gratuito de volta.

Ver a Estátua da Liberdade

You may also like

5 Comments

  • BEDA VIAJANTE 2021: OS MELHORES DA TERCEIRA SEMANA | Mapa de Viajante

    […] Por fim, o Destino de Casal escreveu um super post com dicas de lugares pra conhecer de graça em Nova York: […]

    22 de agosto de 2021 at 11:00 Reply
  • Patrícia Veludo

    Que bom saber que dá para se divertir em Nova Iorque sem gastar.

    23 de agosto de 2021 at 15:03 Reply
  • O que fazer no Central Park - Atualizado 2021 - Destino de Casal

    […] Quem não gosta de um carrossel não é? Esse custa 3 dólares, que acaba sendo um valor tão baixo pros padrões da cidade que entrou na nossa lista de O que fazer em Nova York de graça. […]

    23 de agosto de 2021 at 18:02 Reply
  • Lojas de Nova York - A Quinta Avenida - Destino de Casal

    […] de 2021, e boa parte desses dias em Nova York, a grande maçã! Estava preparando um post sobre tudo o que fazer em Nova York de graça que já está no ar, e comecei a listar as lojas de Nova York que são essenciais de visitar na […]

    23 de setembro de 2021 at 15:58 Reply
  • O BEDA terminou e Agosto também - Descobrir Viajando

    […] Como por exemplo, procurando alojamento através do Trusted Housesitters, visitando alguns monumentos e museus em Paris gratuitamente ou ainda nos dá dicas sobre o que fazer em Nova Iorque sem gastar. […]

    27 de abril de 2022 at 12:17 Reply
  • Leave a Reply