Browsing Category:

San Francisco

  • San Francisco

    O que fazer em San Francisco em 3 dias

    Conhecida por ser a casa da alta tecnologia do mundo (quando na verdade a maioria das sedes das empresas de tecnologia fica no Vale do Silício, e não em SanFran especificamente), San Francisco é uma cidade para se visitar em vários dias. Quanto mais tempo disponível melhor, mas este roteiro vai te fazer conhecer os principais pontos do que fazer em San Francisco em 3 dias.

    Esse é o verão em San Francisco

    Primeira Parada: Alcatraz

    Eu sei que todo mundo vai te dizer que a Golden Gate é o principal cartão postal da cidade. Mas a ponte vermelha é vista de vários lugares, então não se preocupe com ela agora e siga direto para Alcatraz. A famosa ilha de San Francisco é muito mais antiga que a prisão que abriga. Foi casa de espanhóis, mexicanos, gangsteres e índios.

    Fiz um post especial sobre ela, e já adianto a dica que vale a pena chegar no primeiro horário e pular a explicação do ranger na entrada. Dicas que peguei no blog da Ideias na Mala e valeram a pena! Todo mundo que veio no barco com você está ali para fazer a mesma coisa.

    O tour custa 41 dólares para adultos e apenas a empresa Alcatraz Cruises tem a permissão para fazer este passeio. O ferry sai do píer 33 e você precisa estar lá pelo menos 15 minutos antes do horário agendado. Cuidado que algumas outras empresas vendem tours para Alcatraz mais baratos, mas na verdade eles são somente para ver a ilha e a prisão de longe, sem incluir a atracagem e descida para visitação. Separe de 3 a 4 horas para o tour em todas as partes. A volta pode ser em qualquer barco que sai de meia em meia hora.

    Tarde do primeiro dia: passeio pela beira mar

    Antigamente a cidade de San Francisco possuía um grande porto, com mais de uma dezena de píeres espalhados pela costa, cada um dedicado a uma função. Hoje eles foram desativados e aproveitados para todo tipo de entretenimento. Vale passear em todos! Um dos principais passeios que se deve fazer em San Francisco em poucos dias.

    Orla de San Francisco: Píer 7

    O Píer 7 é o mais instagrammável da orla de SanFran. Apenas uma pequena passarela de madeira com bancos e postes de luz, pra dar aquele clima vintage a qualquer hora do dia! Vale a pena começar o passeio por ele.

    Aproveite o local pra tirar as fotos da viagem com o seu crush

    Orla de San Francisco: Píer 15

    O Píer 15 tem o Exploratorium, museu de ciências com diversas experiências para as crianças. Funciona de quarta a domingo das 10h00 as 17h00 e custa 30 dólares para adultos. A dica é verificar no site por horários e descontos diferenciados (por exemplo, no verão você pode visitar depois das 18hs e pagar apenas 20 dólares). Se o seu pequeno se interessa pelo assunto não deixe de visitar.

    Orla de San Francisco: Píer 39

    O Píer 39 é o da badalação! Bom de visitar durante o dia e a noite também, tem várias lojinhas, carrossel, comida e muita gente passeando. Mas o especial dele é que escondido atrás das lojas há algumas plataformas utilizadas por leões marinhos! Você consegue ver eles se espreguiçando enquanto tomam sol e, se tiver paciência de esperar um tempo, vai ver até eles mergulharem na água e voltarem pra plataforma. Melhor que zoológico e de graça!

    Os famosos leões marinhos curtindo um sol no Pier 39. Uma parada imperdível nos seus dias em San Francisco

    Orla de San Francisco: Píer 41

    O Píer 41 é pros quarentões! Nele fica o Museu Mecaniqué que abriga centenas de máquinas dessas de playground a base de moedas, até mesmo umas de corrida de cavalo e de cartomantes. Mesmo que você não seja dessa época, vale a pena a visita pra comparar com as Playlands de hoje em dia! A entrada é gratuita, e cada máquina custa entre 25 e 50 centavos de dólar.

    Nesse píer também ficam ancorados dois museus, o submarino USS Pampanito e o barco SS Jeremiah. Oportunidade única de caminhar por dentro de um submarino de verdade.

    Aqui também fica a Boudin, padaria mais famosa de San Francisco. Possui pratos deliciosos como a Clam Chowder, uma sopa de mariscos dentro de um pão, boa para dias quentes e frios. A surpresa é que há uma vitrine em que você pode ver os padeiros em ação, criando pães em formato de animais como tartarugas, ursos, jacarés entre outros! Não se engane que você vai comprar um desses pães como souvenir para alguém, porque provavelmente você irá comê-lo no caminho.

    Logo ao lado fica o prédio da antiga fábrica da Ghiardelli, criada em 1893 e famosa por seus chocolates quadrados. Seu dono comprou o quarteirão inteiro para a fábrica, mas com a modernização, cada vez precisaram de menos espaço e foram esvaziando os prédios. Hoje virou uma praça de entretenimento com restaurantes, minigolf e a loja da marca. As filas para tomar sorvete são gigantes, mas se você não quiser esperar pode apenas comprar os chocolates quadrados por quilo (misture os sabores a vontade, tem mais de 10! Experimentamos todos e o nosso preferido foi o Milk Chocolate com caramelo salgado)

    Eu disse que eles são saborosos, não que são bonitos! haha

    Segundo dia: Golden Gate Park e Presidio Park

    Pra já deixar claro desde o início. O parque Golden Gate não fica perto da ponte Golden Gate, o que fica perto é o Parque Presidio. Isso confundiu a gente também e não encontramos uma explicação.

    Separe um dos seus 3 dias em San Francisco para passear por esses parques. O Parque Presidio é a casa da LucasFilms, a empresa criada por George Lucas e produtora dos filmes StarWars. Não há nenhum tour pelos estúdios, mas vale visitar a fonte do Yoda que fica na entrada. O museu do Walt Disney Family também está neste parque. Apesar de não ser a cidade onde o Walt Disney nasceu, nem casa dos principais parques da Disney, foi para cá que sua filha decidiu trazer alguns artefatos importantes da história da empresa e criar um museu sobre o assunto. A entrada custa 25 dólares.

    A fonte do Yoda em frente a Lucas Arts

    Golden Gate Park

    Já o Golden Gate Park possui diversos atrativos. O Tea Garden é um jardim japonês com uma torre tradicional, bom para caminhar e um tempo de meditação. No verão o ingresso custa 12 dólares, mas é grátis de Segunda, Quarta e Sexta das 9hs as 10hs.

    Há ainda o Jardim botânico com 8 mil espécies de plantas em 55 acres e o Conservatório das Flores que é uma estufa de plantas de floresta tropical, incluindo vitórias régia. Tickets por 10 dólares e grátis na primeira terça feira do mês.

    O que eu achei mais único no parque foi um par de moinhos de vento gigantes, os maiores de seu tipo no mundo e os maiores moinhos fora da Holanda. Eles foram construídos no local para regar as plantar quando tudo era só dunas de areias e hoje se encontram desligados. Próximo a eles há um espaço com bisões americanos. Esses búfalos gigantes chegaram próximos a extinção quando eram caçados pela carne e lã pelas tribos indígenas dos Estados Unidos, e também foram dizimados pelos exploradores do velho oeste que matavam os bisões para que os indígenas não se alimentassem. Até hoje mais de 100 bisões já nasceram da reprodução aqui no parque e hoje não estão mais em risco de extinção.

    O maior moinho do mundo fora da Holanda

    Dia 3: Um passeio pela história de San Francisco

    Passeando pela cidade você vai encontrar diversas referencias ao ano de 1906. No dia 18 de abril a cidade acordou com um grande terremoto de 8 graus na escala Richter, o maior já registrado nos EUA. Na época a cidade possuía pouco mais de 400 mil habitantes e o terremoto destruiu boa parte dos prédios do centro. Os fios elétricos iniciaram um incêndio que durou 3 dias e destruiu o que ainda havia em pé na cidade de San Francisco. O número estimado é de 3000 mortes.

    No centro da cidade é possível encontrar a fonte Lotta que foi o ponto de encontro após o terremoto no centro da cidade e hoje é o monumento mais antigo (já que nenhum dos outros sobreviveu ao incêndio). Há também um hidrante dourado, pintado dessa cor como forma de homenagem, já que foi um dos únicos que continuou funcionando após o terremoto e ajudou a combater o incêndio. Hoje a cidade possui até navios bombeiro posicionados na costa caso algo do tipo aconteça novamente.

    Monumento mais antigo de San Francisco.

    Um passeio pela história nesses 3 dias em San Francisco deve incluir também uma visita às Seven Painted Ladies. São sete casas com arquitetura similar construídas por volta do ano 1900 e pintadas cada uma com um tom pastel. Foram construídas na época da corrida do ouro e hoje estão sendo reformadas graças ao dinheiro que vem das grandes empresas de tecnologia e seus jovens empreendedores. Uma das reformas está sendo documentada no instagram @pinkpaintedlady . A casa foi comprada por 3,5 milhões de dólares e prevê gastar mais 3 milhões com a renovação.

    Outras paradas em San Francisco

    Ainda vale a pena colocar no roteiro uma visita a Lombard Street, a rua mais sinuosa do mundo, e Chinatown, na minha opinião um dos distritos étnicos mais interessantes. Em muitas cidades você visita uma Chinatown e só tem algumas lojas vendendo souvenires. Em San Francisco parece mesmo que você foi transportado para a China. Muitos locais e pequenos supermercados para se divertir! A comida estava uma delícia!

    A rua mais sinuosa do mundo está aí, no meio desse monte de flores!

    Uma história curiosa é que dizem que o biscoito da sorte chinês foi na verdade inventado aqui em San Francisco! Tanto que na China ele é chamado de biscoito da sorte americano. Você pode visitar a fábrica que diz ter inventado a iguaria e comprar um pacote com 35 biscoitos por 7 dólares.

    Produção artesanal de biscoitos da sorte inventada em San Francisco!

    Extra para os aventureiros: Atravessar a Golden Gate de Bicicleta

    Se você vai ficar mais do que 3 dias em San Francisco e tem uma dose sobrando de coragem, este passeio é para você.

    Alugamos nossa bicicleta na Blazzing Saddles, uma das empresas mais conceituadas da cidade. Uma dica é comprar pelo Groupon que sempre tem duas bikes pelo preço de uma. A reserva direto no site da empresa também garante um desconto de 20% (no final o aluguel de dia todo fica por 26 dólares cada).

    Chegando ao local descobrimos que uma das mulheres que trabalhava ali era brasileira (talvez fosse a dona ou gerente, não perguntamos). Na verdade foi ela que nos perguntou se vínhamos do Brasil (certeza porque mostramos que o nosso negócio era economia com o cupom do groupon). O atendente que escolhia a bicicleta e capacete de acordo com o seu tamanho era filho de mãe brasileira e também falava português, então você vai se sentir em casa!

    O passeio pela orla é bem bonito e por ciclovias, então essa parte valeu a pena! Mas depois que subimos na ponte foi um desespero só! Uma imagem vale mais do que mil palavras, então assiste nossos stories no instagram pra ver nossa cara! haha!!! Um dos lados da ponte é uma ciclovia, mas é de duas mãos e o pessoal vem do lado oposto vem voando! Além disso o vento parece estar a uns 100km/h e a ponte só tem um parapeito baixo! Toda hora parecia que a gente ia cair! Na metade do passeio já desisti da bicicleta e fui empurrando.. Talvez se eu tivesse mais experiência teria me divertido mais, mas minha sugestão é fazer o passeio caminhando mesmo que é mais seguro!

    Único momento calmo desse passeio assustador de bicicleta pela Golden Gate Bridge