Estados Unidos

Napa Valley o que fazer: ROTEIRO DE ÔNIBUS

Se está afim de ir pro Napa Valley e não quer alugar carro para fazer as vinícolas porque vai beber e não quer gastar muito com um tour ou carro para ir até as vinícolas confere esse post!

Nós tomando um bom vinho no Napa Valley

Vamos desgoumertizar (se é que essa palavra existe) o Napa Valley, visitamos as vinícolas de ônibus e não foi perrengue!

Infelizmente o Google.maps não nos mostra opção de como usar o ônibus, mas ele passa de hora em hora e é bem fácil. Você pode conferir todos os ônibus da região no site oficial, lá também tem os horários e rotas. Veja as rotas mais longas disponíveis.

Rotas de ônibus no Napa Valley

Como vocês podem ver a rota 10 é a mais longa delas e onde está marcado Soscol Gateway Transit Center é a rodoviária da região. Foi lá que chegamos de ônibus de San Francisco, fomos de BART (tipo um metrô) até a estação El Cerrito del Norte e lá pegamos o ônibus 29.

Onde nos Hospedamos

Nós ficamos hospedados em Napa mesmo, a primeira cidade da região e a maior delas (ficamos no Hawthorn Suites by Wyndham) ele fica perto do ponto da Kansas Avenue, ou seja, foi escolhido principalmente por isso. De lá fomos a pé até o centrinho da cidade para conhecer os restaurantes e as lojinhas.

O Ponto da linha 10 mais próximo ao nosso hotel.

A hospedagem foi bem agradável e o café da manhã farto, quando fomos ainda tinham algumas restrições em relação à pandemia e você solicitava o café na noite anterior, na manhã seguinte buscava para comer no quarto.

Emitimos com pontos Azul, mas ele também está disponível no booking. Bem perto tem alguns comércios como a Marshalls, o Chipotle (rede de fast food), a MOD Pizza, o KFC. Talvez não seja a localização perfeita ou o hotel mais legal por lá, mas funcionou bastante pra gente.

Napa Valley o que fazer: Dia 1

No primeiro dia logo cedo pegamos o ônibus 10, você pode conferir os horários aqui, com direção ao norte para ir até a Robert Mondavi. Ele saia a menos de 2 minutos caminhando do hotel, era bem fácil.

Para a degustação na Robert Mondavi fizemos a reserva com antecedência e a opção com 4 vinhos custou 60$. Os dois primeiros não gostamos muito, mas os dois últimos eram muito bons!

Degustação de vinhos na vinícola Robert Mondavi

Depois voltamos no ponto que descemos e pegamos o mesmo ônibus 10 em direção à V Sattui. Essa vinícola tem um preço bem acessível e um mercado, onde você pode comprar produtos pra fazer um picnic no seu jardim. Nós optamos por não fazer a degustação lá mas compramos várias coisas pra fazer um picnic bem gostoso e relaxar um pouco. O lugar é lindo e tem toda uma estrutura para isso.

Área de Picnic da V. Sattui onde almoçamos

Depois da barriguinha cheia fomos caminhando até a Hall, uma vinícola bem moderna e com ambientes lindos para fotografar. Você pode escolher fazer mais uma degustação ou apenas pedir uma taça de vinho e aproveitar o ambiente lindíssimo!

A vinícola Hall tem ambientes lindos para fotografar

De lá pegamos o ônibus de volta para o hotel, o mesmo número 10, mas com o sentido Sul.

Napa Valley o que fazer: Dia 2

No dia seguinte tínhamos visita agendada na Castello di Amorosa, os vinhos não são tão famosos (mas achamos bem gostosos) e o ambiente impressiona, afinal é um castelo estilo medieval no meio da Califórnia! Fomos com o mesmo ônibus número 10, só que agora o trajeto é mais demorado.

Castello di Amorosa, uma das vinícolas do Napa Valley

Escolhemos a degustação com chocolates e custou U$75 já com as taxas incluídas. Foi uma delícia, contudo aquantidade de vinho servida é bem pouca. De qualquer forma deu pra harmonizar com os chocolates e foi um show de sabores.

Nós esperando a degustação com chocolates do Castello di Amorosa

Antes de entrar na vinícola vá até o letreiro do Napa Valley (achou que só porque estava de ônibus não ia ter uma foto ali!) depois suba para a vinícola.

Nosso foto com o letreiro

Ainda dava pra encaixar mais uma vinícola, mas tínhamos que voltar pra São Francisco! Voltamos com o mesmo ônibus 10.

Quais vinícolas conhecer?

Antes de tudo nós decidimos quais vinícolas conhecer usando o post completíssimo do Ideias na Mala, lá tem várias informações sobre vinícolas que ela já visitou. Foi um misto de interesse pela vinícola e a facilidade de acesso a partir do ônibus.

Eu recomendo no máximo 3 vinícolas por dia e pra ficar um roteiro bem gostoso eu recomendo 2 por dia. Aí quanto tempo ficar vai mais de você e do seu interesse, mas gente passar de 4 dias nessas regiões visitando vinícolas todo dia já cansa, preferimos mesclar com outros atrativos da região.

Não perdi a oportunidade de experimentar uma uvinha!

Valeu a pena?

Primeiramente não vamos negar que você tem uma facilidade de acesso reduzida, caso estivesse com um carro você teria acesso a algumas vinícolas mais distantes da rota principal e poderia ter uma experiência diferente.

Mas o fato de poder beber tranquilamente e gastar pouco fizeram valer muito a pena. Com certeza se voltasse ao Napa Valley faria dessa forma novamente.

Não deixe de conferir!

Roteiro de 3 dias de San Francisco

Leave a Reply